Filofobia

Já dizia Antoine de Saint-Exupéry – através da rapoza – “se tu me cativas, nós teremos necessidade um do outro. Serás para mim único no mundo. E eu serei para ti única no mundo”. Isto é cativar, amigável ou conjugalmente, e, para falar a verdade, é isto que move a mente racional. Amar é a maior força atrativa no mundo, esse verbo une mentes, corações e corpos totalmente desconhecidos.

No entanto, existem pessoas medrosas quando se trata de amar e/ou entregar-se à outra pessoa, acumulando cada vez mais a repulsa por tudo o que está ligado à qualquer manifestação amorosa. É o que acontece quando deixa-se levar por este tipo de síndrome.

O medo de apegar-se ao outro talvez tenha sido criado, ou melhor, adquirido por causa de experiências do passado, fazendo com que esta dissipasse de si tudo o que tem a ver com romances, crontraindo a filofobia.

Isso causa um terrível dano na maneira com que muitos vivem, e isto não se trata de uma pessoa apenas, afinal, não se pode haver uma relação amorosa com um alguém só, pelo menos nesses termos. Você acaba afetando e mudando o rumo do que havia sido planejado pelo universo tanto para você quanto para outro, pois quando seu viver não sabe da existência de um outro viver, não há importância alguma – esse outro não existe. Mas quando sua vida encontra-se com outra, é diferente. Afeta-se um ao outro, fazendo com que suas vidas tomem rumos diferentes dos outros até agora vividos. Assim, o caso vivido pelos filofóbicos é difícil tanto de viver quanto de entender – e muitos não entendem.

É algo realmente insuportável, não poder amar alguém pelo horrível fato do seu cérebro sempre te lembrar de que pode não dar certo ou por algo que talvez nem suba ao consciente.

Meu conselho é: deixe a paixão te pegar, te levar para longe daqui desse mundo, transportando-te para um outro totalmente suportável, mais cheio de emoções, sentimentos e sensações. Você se sentirá novo, livre e até mesmo mais feliz.

Essas doenças sempre tentarão prejudicar nossos sistemas, mas o remédio é composto por três substâncias: ser inconveniente, demonstrar resistência e não acomodar-se com ela. Livre-se desta triste fobia.

Anúncios
Categorias: Tags: , , , , ,

2 Comments

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s